2019.0.8.1 PT/PT

É hora do jogo com os pilotos CUPRA!

A tecnologia dos carros de competição evoluiu nas últimas décadas. O CUPRA TCR, por exemplo. A sua caixa de velocidades DSG redesenhada oferece uma performance melhorada, permitindo que o piloto aproveite ao máximo os seus 350 CV. A sua caixa de velocidades sequencial de seis velocidades, o suporte electrónico da direcção, o mapeamento melhorado, o ângulo de direção e o volante com ainda mais funções, fazem com que pareça que se trata de um carro do futuro.

Podemos dizer o mesmo dos videojogos de corrida. Desde gráficos 3D realistas e IA impressionante até joysticks com feedback forçado e multijogadores online, os jogos de hoje prometem mergulhar numa experiência de corrida mais realista. Sim, é tudo divertido e para os fãs de corridas, mas o que será que os pilotos CUPRA profissionais ganham com isso?

Perguntámos aos campeões mundiais de corridas que recebemos recentemente a bordo do CUPRA. Daniel Haglöf, co-fundador da PWR Racing. O jovem Mikel Azcona, também da PWR Racing e detentor do título do campeonato TCR Europa do ano passado. Tom Coronel da Comtoyou Racing, o piloto com a maior história na competição TCR. E Aurélien Panis, também da Cometoyou Racing, com 6 vitórias e 17 pódios com apenas 24 anos. Estes são os pilotos que irão competir pela CUPRA com o TCR CUPRA durante a próxima temporada de 2019 da World Touring Car Cup (WTCR).

O que pensa sobre a experiência dos videojogos de corridas?

Daniel Haglöf: Os videojogos de corrida são incríveis. Eu e alguns dos meus amigos costumávamos jogar juntos. Temos a mesma sensação quando se corre num carro a sério e quando se corre contra amigos sentados na mesma sala. Adoro esse sentimento nas pistas, mas também nos videojogos. Tenho a mesma adrenalina, o mesmo sentimento e o mesmo foco. Se conseguir ficar realmente focado num videojogo, posso com certeza fazê-lo num carro de corrida.

Mikel Azcona: Os videojogos de corrida são muito úteis. Podemos aprender sobre pistas que nunca conhecemos. Isso é muito importante, especialmente este ano para mim. Há 8 novas pistas para eu descobrir. Temos de jogar para sermos mais rápidos.

Tom Coronel: Os videojogos de corrida são muito similares ao que vivemos em  pistas reais. Posso chamar a isto 2D vs. 3D. Nos videojogos, é 2D, vamos dizer que é 66.666% similar. Quando eu vejo o quão longe os jovens pilotos conseguem ir com os videojogos, desejava ter tido isso na minha época.

Aurélien Panis: Existem vários simuladores que estão realmente próximos da vida real. Eu trabalho muito com isso para aprender sobre uma pista, por exemplo. Há sempre uma diferença entre a experiência virtual e a vida real. É muito difícil simular a experiência perfeita. Mas para trabalhar e aprender sobre as pistas e também para algumas configurações do carro, é realmente positivo.

Como se sente em ser um Piloto CUPRA na vida real?

Daniel Haglöf: Eu tenho um CUPRA Ateca na Suécia. É um bom carro. Eu tenho uma grande paixão pela marca e competir mundialmente com ela é incrível.

Mikel Azcona: Eu estou com a CUPRA há 4 anos. Somos como família, eu conheço todos. No ano passado, ganhei o TCR Europe e este ano vamos esforçar-nos mais.

Tom Coronel:  A CUPRA é uma marca nova que está a ganhar o seu próprio carácter – e isso tem a ver comigo. Eu escolho a CUPRA por causa da equipa. É aqui que eu me sinto bem, com as pessoas por trás da marca.

Aurélien Panis: Eu acho que CUPRA é um dos melhores veículos TCR. Sabemos pelo passado que CUPRA está sempre a lutar pela vitória, por títulos… Eu estou mesmo orgulhoso por ser um piloto CUPRA.

Como se sente por conduzir um CUPRA TCR na vida real?

Daniel Haglöf: O CUPRA TCR é um carro vencedor porque o conhecemos muito bem. É uma mistura de fiabilidade e performance. É o carro perfeito para um campeonato do mundo.

Mikel Azcona: O CUPRA TCR é um bom carro para curvas de alta velocidade e eficiência de travagem. É divertido a alta velocidade porque não é dificil de conduzir e consegue-se atingir velocidade muito facilmente.

Tom Coronel: Consegue-se ganhar corridas com o CUPRA TCR. Se sentes a oportunidade, acreditas nela.

Aurélien Panis: Eu sinto-me muito bem no CUPRA TCR. É realmente forte, consistente e agarra-se à pista. Isto vai ser muito importante para conseguirmos pontos e ganharmos corridas.

Quer continuar a seguir os resultados da competição? Siga-nos no twitter @cupra_racing para as últimas atualizações.